O peito de frango é seco!

Sempre me disseram que o peito é a pior parte do frango, uma carne mais seca e sem sabor. No entanto tudo o que envolva ossos, cartilagens e gorduras não são algo que aprecie. Nesse caso a  solução será cozinhar com algum tipo de molho e usar ingredientes que dêem um pouco mais de sabor. Se as gambas forem frescas podem contribuir um pouco, mas não são imprescindíveis.

"Peito de Frango com Camarão e Ananás"

Nível de dificuldade:

Fácil

Tempo de elaboração:

40 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

4 peitos de frango

150g de gambas

200g de ananás

50g de manteiga

350ml de leite

2c/s de farinha

2 folhas de louro

3 dentes de alho

1 limão

2 a 3 c/s de azeite

Sal

Pimenta

Noz Moscada

Preparação:

Corte o frango em pedaços, tempere com sal e pimenta e os dentes de alho esmagados. Coloque num recipiente com tampa adicionando as folhas de louro e o sumo de limão. Agite para misturar bem e reserve no frigorífico três a quatro horas. Cubra o fundo de um tacho com o azeite junte o frango e a calda, tape e deixe suar em lume brando cerca de dez  minutos. Entretanto prepare o molho bechamel. Derreta a manteiga, junte a farinha e mexa com uma vara de arames. Adicione o leite morno e continue a mexer até engrossar. Escorra o frango e coloque num tabuleiro de forno misturando-o com o ananás cortado em pedaços e as gambas. Retire as folhas de louro e adicione o molho do frango ao bechamel. Rectifique os temperos e adicione um pouco de noz moscada. Cubra o frango com o bechamel e leve ao forno pré-aquecido a 180º cerca de trinta minutos. Sirva quente.

Nota: Se utilizar ananás em calda pode adicionar um a dois decilitros de calda ao bechamel.

Cozinha tradicional

Quando comecei Belas Artes ansiava  pintar a óleo, quanto a mim a técnica permitia fazer “maravilhas”, mas em vez disso comecei  por aprender a preparar telas,  misturar  pigmentos e utilizar muitas técnicas e materiais diferentes. Na cozinha não tinha aspirações, nem necessidade. Ajudava a limpar, descascar, mexer ou bater e em troca podia rapar tachos ou tijelas e sem ter consciência disso, aprendia as bases da cozinha tradicional que as nossas mães e avós dominavam.

"Coxas de Frango Guisadas"

Nível de dificuldade:

Fácil

Tempo de elaboração:

20min + 60 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

4 coxas de frango

2 cebolas médias

2 dentes de alho

1 pimento vermelho

8 cenouras pequenas

125ml de vinho tinto

1,5 litro de caldo de galinha

Azeite

1 folha de louro

1 raminho de alecrim

1 malagueta

Sal

Pimenta

 

Preparação:

Pique as cebolas e os alhos e corte os legumes em pedaços pequenos. Num tacho com o fundo coberto de azeite frite o frango por ambos os lados até que estejam dourados. Retire e refogue os legumes em lume brando com o tacho tapado cerca de vinte minutos. Junte o louro, o raminho de alecrim e a malagueta. Adicione o vinho tinto, o caldo de galinha, e as coxas de frango. Tape e deixe cozinhar em lume brando. Passados cerca de trinta minutos retire o frango, o louro e o alecrim e triture o molho. Volte a juntar o frango e deixe cozinhar mais dez minutos. Sirva acompanhado de arroz de coentros.

Fobias

Nos começos do blogue tive um primeiro contacto com as codornizes que não correu lá muito bem. Não foi que levantassem vôo ou me atirasse ao chão a chorar, mas ainda estava a atravessar aquela fase da repulsa a algumas matérias primas e esta era uma delas! Bem tentei marinar as "coitadas", mas nem assim acabaram os seus dias no tacho. Era mais forte do que eu! A receita continuava a martelar na minha cabeça e parecia ser que a única forma de encontrar alivio era enfrentar os medos.  Armei-me de coragem e...

"Codornizes com Vinho Tinto"

Nível de dificuldade

Fácil

Tempo de elaboração:

15 min + 45 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

8 codornizes

1 cebola média

2 cenouras

180g de presunto picado

500ml de vinho tinto

500ml de caldo de galinha

2 folhas de louro

1 raminho de alecrim

Azeite

Sal

Pimenta

 

Preparação:

Parta as codornizes ao meio e coloque-as num recipiente. Junte a cebola picada, o louro, o raminho de alecrim e as cenouras cortadas às rodelas. Tempere com sal e pimenta, e cubra com o vinho. Tape e guarde no frigorífico para marinar entre doze a vinte e quatro horas. Cubra o fundo de um tacho com azeite, adicione o presunto picado e as codornizes, dando-lhes a volta de vez em quando até ficarem douradas. Junte o liquido da marinada e o caldo de galinha, tape e deixe cozer cerca de trinta minutos. Sirva ¡acompanhado com arroz de manteiga.

Nota: Para obter um molho mais espesso triture não esquecendo de retirar antes  o louro e o alecrim.