Alga quê?

Faço mergulho mas os meus conhecimentos da fauna e flora marinhas não vão por aí além. Conheço o essencial e a coisa fica por aí. As algas na comida é algo de que ouço falar há anos e até provei alguma vez. Mas ainda não me arrisquei a fazer as minhas experiencias. Qual a minha surpresa quando encontrei um dia destes numa loja de produtos biológicos um tagliatelli de alga espirulina! Resolvi  experimentar e foi-me dito que esta massa combinava bem com camarão. A partir daí até ao prato que se segue foi um "ai".

Surpreendeu-me pela positiva pelo aroma e pelo sabor. Vale a pena experimentar!

"Camarão Frito com Cerveja e Tagliatelle de Alga Spirulina"

Nível de dificuldade:

Fácil

Tempo de preparação:

30 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

1 kg de camarão fresco

1 limão

1 a 2 malaguetas

2 dentes de alho

2 folhas de louro

Sal

Pimenta

Azeite

330 ml de cerveja

400 g de tagliatelle de alga Spirulina

Preparação:

Regue os camarões com o sumo de um limão, sal e pimenta e reserve no frigorifico cerca de uma hora. Numa panela coloque água a aquecer com um pouco de sal. Quando ferver coloque o tagliatelli, tape e deixe cozer durante dez minutos. Seguidamente retire da água e escorra bem. Entretanto descasque e pique os alhos e frite-os ligeiramente com um fio de azeite, as folhas de louro e as malaguetas. Junte os camarões e cozinhe até mudarem de cor. Adicione a cerveja, deixe uns minutos para os camarões apanharem sabor, retire-os e reduza o molho em lume brando, cerca de cinco minutos. Sirva quente.

 

Gazpachos

Nesta altura sopas não é coisa que apeteça. Mas quem se resiste a uma sopa fria? Provei este gaspacho em Badajoz num restaurante com assinatura de chefe incluido num menu de degustação. Na altura achei muito bom e fiquei intrigado com a quantidade de cerejas que seriam necessárias para preparar isto e até o nível de dificuldade que teria. Infelizmente o restaurante já não existe mas de todos os pratos que provei o que me marcou foi este!

"Gaspacho de Cereja"

Nível de dificuldade:

Muito fácil

Tempo de preparação:

20 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

500 g de tomate maduro

350 g de cereja

1 dente de alho

1 pimento vermelho

1 cebola média

Azeite

3 colheres de sopa de vinagre de Jerez

Sal

Pimenta

Água

4 ovos de codorniz

Preparação:

Lave as cerejas e retire os talos e os caroços. Descasque o tomate e retire as sementes. Pique a cebola, o pimento e o alho. Coloque o tomate  no copo misturador e triture. Junte a cebola, o pimento a cebola e o alho. Volte a triturar. Finalmente junte as cerejas e uma colher de sopa de azeite Adicione um pouco de água, cerca de um  a dois copos de água dependendo da espessura que desejar. Tempere com sal e pimenta, duas a três colheres de vinagre de Jerez ou outro vinagre de qualidade. Reserve no frigorífico e sirva acompanhado de ovos de codorniz cozidos e cortados às rodelas.

A quantidade de vinagre depende do grau de acidez desejado.

Ideias preconcebidas

Aqueles que vivem nas zonas fronteiriças têm acesso a dois mundos cada vez mais semelhantes, no entanto sempre ouvi dizer que em Portugal se comia melhor e reconheço que essa opinião se deve ao quase completo desconhecimento da gastronomia do país vizinho. Nas ocasiões em que partilhei “mesa” com amigos e provei comida caseira vi alguns ingredientes novos, outros conhecidos e formas diferentes de os cozinhar. Foi o que aconteceu com a cenoura.

"Salada de Cenouras com Cominho e Pimentos Pradon"

Nível de dificuldade:

Muito fácil

Tempo de elaboração:

20 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

750 g de cenouras baby

250 g pimentos Padron

4 fatias de pão

2 dentes de alho

Cominho

Azeite

Vinagre

Sal

 

Preparação:

Leve as cenouras em água a ferver durante cinco minutos ou até que estejam cozidas. Retire e escorra. Descasque e pique o alho bem fino junte às cenouras e tempere com sal, azeite e vinagre. Polvilhe com cominho e mexa. Reserve no frio até ao momento de servir.

Aqueça um pouco de azeite e quando estiver quente coloque os pimentos Padron. Frite cada um cerca de cinco minutos, dando-lhe a volta para fritar por igual e polvilhe com sal. Sirva a salada de cenouras com cominho acompanhada dos pimentos fritos sobre uma fatia de pão torrado.

Salmorejo

Salmorejo era coisa que não apreciava! A primeira vez que o provei tive a sensação de que tinham abusado na quantidade de azeite. A partir daí era prato que não provava e dizia que não gostava... Até que umas amigas insistiram que provasse e mudei de opinião. Tal como o gaspacho pode ter muitas variantes. Esta por exemplo provei-a num bar da Andaluzia. Pode acompanhá-lo com ovo cozido, presunto, mas nesta ocasião tinha uns morangos e queijo curado e resolvi experimentar. Bastam os morangos para criar um contraste de sabor muito bom!

"Salmorejo de Beterraba"

Nível de dificuldade:

Muito fácil

Tempo de elaboração:

15 min

 

4 pessoas

 

Ingredientes:

450 g beterraba cozida

250 g tomate

2 dentes de alho

Sal

Pimenta

2 colheres de sopa de azeite

Preparação:

Descasque o tomate, retire as sementes e corte em pedacinhos juntamente com a beterraba. Coloque num copo misturador juntamente com o alho picado. Triture tudo até formar um puré fino. Tempere com sal e pimenta. Junte o azeite e continue a bater até emulsionar. Reserve no frio até ao momento de servir.

Antes de servir lave os morangos, retire as folhas e corte em pedacinhos. Coloque por cima do salmorejo. Pode também servir com cubinhos de queijo curado e tostas.

Nota: Se pretender que o salmorejo fique um pouco mais liquido adicione um pouco de água fria.

Vol-au-vent

Há uns anos era necessário encomendar estas caixinhas de massa folhada numa boa pastelaria ou fazê-las em casa, o que também não é complicado, mas já as encontramos à venda num bom supermercado. Cá em casa eram recheadas de peixe, a que se seguia uma passagem pelo forno e já estava! Nesta receita apenas usei ingredientes baratos que encontra em qualquer supermercado para preparar uma entrada simples mas com uma apresentação requintada.

"Vol-au-vent com Mozzarella, Doce de Abóbora e Presunto"

Nível de dificuldade:

Muito fácil

Tempo de elaboração:

20 min

 

6 pessoas

 

Ingredientes:

12 vol-au-vent

150 gr de mozarela

Doce de abóbora

120 g de presunto fatiado fino

60 gr de presunto em cubinhos

Cebolinho

Vinagre de Modena

Preparação:

Escorra a mozarela, corte em pedaços e coloque dentro do vol-au-vent.  Tempere com sal e pimenta e cubra com pedacinhos de presunto. Leve ao forno, pré-aquecido a 180º, dez minutos a quinze minutos ou até que a mozarela tenha derretido. Cubra o queijo com uma colher de sobremesa bem cheia de doce de abóbora. Enrole as fatias de presunto formando uma espécie de rosa e coloque dentro do vol-au-vent. Decore com cebolinho cortado em pedaços  de cerca de três a quatro milímetros e borrife com vinagre de Modena.

Nota: Pode usar um pau de espetada para ajudar a enrolar as fatias de presunto.

Gambas "al ajillo"

Desde que me lembro que adoro este prato. Comodista como sou nada melhor que as gambas descascadas e ainda por cima gostando de pratos picantes... Lembrei-me de experimentar com a maçã e quanto a mim ficou muito bom. O contraste fresco e adocicado com o picante é muito agradável.

"Ninho de Gambas com Maçã"

 

Nível de dificuldade:

 

Muito fácil

 

Tempo de elaboração:

 

20 min.

 

 
2 pessoas
 

Ingredientes:

250 g de massa chinesa

500 g de gambas descascadas

2 maçãs Royal Gala

3 colheres de sopa de molho inglês

6 dentes de alho

Piri piri

Azeite

Sal

Preparação:

Coza a massa em água a ferver com uma pitada de sal. Escorra e reserve. Pique o alho junte ao azeite quente mexendo até que estejam dourados. Seguidamente coloque as gambas, o molho inglês  uma pitada de sal e o piri piri. Espere um a dois minutos antes de dar a volta às gambas. Espere dois minutos antes de retirar do lume. Prepare os ninhos com a massa chinesa. Lave as maçãs, retire o centro com um descaroçador e corte em fatias finas. Disponha à volta da massa e coloque as gambas no centro. Pode polvilhar com salsa picada.